Review – TNA Bound For Glory 2011

Oláááá pessoal trago a vocês a review do primeiro PPV da TNA desde a volta do CW, abrindo assim também a seção de reviews do PPV, pois já tivemos uma review da RAW e uma da Smackdown, bom deixamos o papo de lado e vamos ao que interessa.

O Pay-Per-View já te o seu começo com a primeira luta da noite:

Austin Aries venceu Brian Kendrick por Pinfall e reteu o X-Division Chamionship

Luta com os seus altos e baixos, o começo foi bem ruim com muitos arm drags e golpes de submission que não surtiram efeito, porém do meio até o final da luta, foi interessante de se ver, Aries e Kendrick souberam trabalhar bem seus golpes de efeito, apesar de uns dois botches por parte de Kendrick, mas nada que afetasse a luta, destaques para um lindo “The Kendrick” e um “Suicide Dive” de Aries. O final da luta veio depois de alguns reversals de Aries, o Brainbuster e o Pinfall. A TNA deve mudar essa gimnick do Kendrick porque não está legal.

Nota:** 2/5

Segmento de backstage com as divas: Traci Brooks está em seu camarim com várias crianças quando entra Karen Jarret e pede as crianças para se retirarem para elas poderem conversar, Karen aparece com uma roupa de referee para Traci Brooks, e anuncia que ela será a Special Referee da luta de Knockouts dessa noite, Traci reclama, mas acaba aceitando.

Promo sobre a feud entre Jerry Lynn x Rob Van Dan

Rob Van Dan venceu Jerry Lynn via Pinfall

Luta legal de se assistir, bem trabalhada, com vários golpes de impacto e o público dando um show a parte gritando ECW! ECW! ECW! A todo o momento, porém a TNA poderia ter explorado um pouco melhor a parte hardcore da luta, já que os dois lutadores eram especialistas no assunto, houve alguns botches por parte dos dois wrestlers, mas nada que atrapalhe a luta, Rob Van Dan dominou a maior parte da luta. O final veio depois de um lindo Coast to Coast de Rob Van Dan com uma escada no rosto de Jerry e o pinfall. No final da luta Jerry Lynn cumprimenta Rob Van Dan que retribui o respeito.

Nota:** 2/5

Vemos Dixie Carter chegando à arena em Filadélfia

Promo sobre a Threeway Match da noite

Crimson venceu Samoa Joe e Matt Morgan

Deixou muito a desejar os bookers não souberam aproveitar bem os três wrestlers de altíssima qualidade que tinham a disposição, poucos golpes de efeito e nenhum spot, porém a luta teve os seus pontos interessantes, como um Flying Suicide de Samoa Joe, o final da luta veio com uma tentativa de um Muscle Buster por parte de Joe em Crimson, porém Matt Morgan não permite, com isso o “Blueprint” tenta um “Running knee”, porém Joe desvia, Crimson aproveita, manda um spear no gordinho e finaliza a luta.

Nota: ** 2/5

O entrevistador fala sobre o Pay-Per-View quando Bully Ray aparece atrás dele e começa a falar, ele diz que não precisa ser introduzido que todos sabem quem ele é, ele se auto proclama o melhor, mais fodástico, mais “bolachinha recheada do pacote” no wrestling dos dias de hoje. Ele pergunta se Anderson pensa que ele pode deter Bully Ray em qualquer lugar, pois o desafiou a uma Falls Count Anywhere na cidade de Filadélfia, ele fala mal da cidade que se aproveita dos moradores dali e é muito vaiado pela plateia local. Ele diz ainda que vai ganhar de Anderson nessa noite, e diz “Foda-se você e Foda-se Filadélfia,eu sou de New York City.”

Mr. Anderson venceu Bully Ray – Philadélfia Falls Count Anywhere Match

Em minha opinião lutaça, ao contrário do que acontece na maioria das lutas de hoje, a estipulação foi bem aproveitada pelos bookers, ou seja, tivemos combates nos backstages, no meio de público, e também tivemos vários elemento do “Hardcore” como cadeiradas, mesas quebradas ao meio, guard rails e tudo o mais, destaque para um belo Piledriver de Bully Ray nos backstages. O fato de Bully Ray ser um ótimo heel também ajudou bastante na luta, a todo o tempo falando mal da cidade de Philadélfia, e o público participou bem do combate, dando “armas” para os lutadores e gritando “You Suck” para Bully Ray. O final da luta veio após uma tentativa de um “Splash Senton” na mesa muito botchado por Mr. Anderson, e logo após um tipo de “Facebuster’ que parte à mesa ao meio e finaliza a luta

Nota:*** 3/5

Segmento de backstage entre Eric Bischoff e um referee que é o seu filho, ele diz como isso é um grande momento para a carreira de seu filho, que ele deve estar emocionado e tudo mais, ele diz que uma coisa tem que obrigatoriamente acontecer Hogan deve vencer a luta.

Velvet Sky venceu Mickie James, Winter e Madison Rayne – TNA Knockouts Champiosnhip Match

Dentro dos ringues as Knockouts estão de parabéns, lutaram muito bem, deram golpes que muitos lutadores masculinos da WWE não se atrevem a dar, como Bulldogs e tudo mais, porém a luta foi extremamente prejudicada por fatores diversos com as regras, foi uma luta muito confusa, ainda não sei que merda que eles fizeram ali, e Karen Jarret que foi uma puta irritante durante toda a luta, além do fato de como Traci Brooks pode entrar assim crrendo no ringue como referee? Muito mal explicado isso, acabou cagando na luta interira.

Nota:* 1/5

Comentários: Depois da entrance da Velvet Sky ela deveria ser dona da empresa.

Entrevista com Kazarian dizendo que não concorda com a luta entre Daniels e AJ Styles

Promo sobre a feud de AJ Styles e Daniels

AJ Styles venceu Daniels em uma I Quit Match

Ótima luta apesar da estipulação que não me agrada muito, A Mic-Skill de Daniels foi muito bem trabalhada na luta, como ele dizendo que sempre sonhava em matar AJ, até falando indiretamente com a esposa de AJ Wendy, a luta foi muito bem distribuída, ou seja, cada wrestler teve o seu momento de domínio, Daniels tentou machucar AJ com uma chave de fenda, cadeiras, o final, porém foi desagradável, a luta terminou após AJ Styles aplicar o seu Styles Clash, e logo após ameaçar Daniels com a chave de fenda, fazendo assim Daniels dizer I Quit. Alguem deveria dizer ao referee que não tem Ropebreak em I Quit Matches

Depois da luta Daniels ataca AJ na entrada da rampa da arena.

Nota:*** 3/5

Jeff Jarret entra na arena xingando o público e com cara de poucos amigos pede um microfone e começa a falar sob vaias, ele fala sobre Jeff Hardy, disse que falou para Jeff três dias antes para não por os pés na cidade dos idiotas Filadélfia, mas mesmo assim ele o fez, ele diz que isso não é caso de cidade ou de qualquer outra coisa, mas sim de uma empresa a qual ele não faz parte, ele diz que nenhuma área da empresa tem algo a fazer com Hardy, ele fala sobre a história de amor entre ele e Karen, ele diz que Hardy nunca mais pisará no ringue, continua  dizendo que fará isso pela empresa, ele chama Jeff Hardy ao ringue e diz que do mesmo modo em que ele o colocou dentro da empresa ele o tirará nessa mesma noite, Jeff Hardy entra na arena pega o microfone e diz Jeff(Jarret) eu só quero te dizer uma coisa e começa a massacrar Jarret, vários seguranças, referees e pessoas do backstage vêm para apartar a briga, porém os dois insistem muito em lutar, até que conseguem levar Jarret para fora do Stage e Jeff Hardy fica interagindo com o público.

Passa uma promo sobre a entrada de Hogan na empresa e sobre como foi o seu caminho até conseguir o controle da companhia

Sting venceu Hulk Hogan

Um lixo de luta, socos lentos, golpes de pouco efeito, muito ruim mesmo, o que ainda deu uma salvadinha foi a participação de Falir na luta, mas de resto foi tudo uma droga, Sting é foda e Hogan luta mal desde sempre, é um grande cara, merece muito respeito, mais deixa muito a desejar no ringue luta ruim, o final da luta veio após Sting bater em Falir fazer a submission em Hogan que pediu penico.

Logo após o final da luta a Inmortal começa a massacrar Sting no ringue, quando entra Bischoff e também começa a bater no “Icon” porém o seu filho o impede e também apanha muito da Inmortal, Sting pede a ajuda de Hogan, depois Hogan rasga a camisa e começa a bater nos seus companheiros de stable, ajudando Sting, logo após isso os dois se cumprimentam e ficam interagindo com o público

Nota:* 1/5, porém o segmento final foi muito bom.

Promo sobre a luta de Bobby Roode e Kurt Angle

Kurt Angle venceu Bobby Roode e reteu o TNA World Heavyweight Championship

Lutão, os dois wrestlers são muito bons e fizeram uma ótima luta, com trocação de golpes lindos como os Germans Suplexes de Angle que são muito legais, tivemos bastante Submissions Holds também, mas nada que apaga-se o brilho da luta que em minha opinião foi ótima, o final da luta veio depois de uma série de tentativas de suplexes revertidas pelos dois wrestler, até que Angle conseguiu encaixar o Angle Slam e fazer o Pinfall com a ajuda das cordas, ganhando assim ROUBADO.

Nota:*** 3/5

Opinião sobre o PPV:

A TNA fez realmente o que tinha de fazer, um bom PPV para poder se recuperar da sequencia de lixos que vinha tendo, sendo que não apresentava um bom PPV desde o Destination X, cumpriu o cronograma certinho, as lutas foram boas, as promos e segmentos também foram bons, assim honrando o nome do maior PPV da TNA.

Nota:*** 3/5

Sobre Guilherme Basilio

Vendedor de Havaiana

Publicado em 19 de outubro de 2011, em PPV, Reviews, TNA Impact Wrestling. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Escreva seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: